domingo, 8 de abril de 2012

Eu não chorei assistindo Titanic.

Reflexões sobre a vida, amor e aleatoriedades.
Pronto, mais um relançamento em 3D no cinema, de algum grande sucesso do passado sem Twitter, Facebook e boom de conectividade e redes sociais.Uma ótima ferramenta para movimentar bilheteria enquanto algum lançamento grande e decente não chega às telas. E este é o momento de Titanic brilhar novamente nas telas.
 
1997: sdds do pai e da mai~

Lembro da época que ele estreou no cinema, eu estava no colégio e via todas as colegas orgulhosas exibindo 5, 10, 15, 20 ingressos, cuidadosamente colados na agenda, representando as sessões -às vezes- seguidas do filme. "É tão lindo! vamos de novo?" uma convidava a outra, em um loop infinito de convites e idas ao cinema. Os fichários e cadernos que ainda tinham fotos do Di Caprio do sucesso anterior ( Romeu + Julieta ) ficavam ainda mais recheados e , como em 1997 não era todo mundo que tinha acesso à internet e a uma impressora, as bancas de jornal eram detentoras do grande tesouro adolescente que eram os posteres e revistas com fotos do "Jack".

"Ele morre por ela, é tão romântico" "Chorei tanto amiga"

Eu lembro de colegas que chegavam com a cara inchada de ter passado a tarde anterior no cinema assistindo e chorando pela morte do herói. Revoltadas pelo fato de ele ter morrido pela "mina gordinha", por ele ter "pego" gordinha. Coisas de adolescente, confundir personagem com ator. E sempre vinha mais choro. 

Mas eu não chorei vendo Titanic, na verdade eu fiquei bem revoltada com o romantismo todo associado ao filme. A razão? segue:

Gato eu te curto, mas a porta é minha. Fica ai batendo as perninhas pra mais tarde a gente se amar ok?

Se você ama taaaaaaaanto assim, reveza com seu amor a espera no naco de porta flutuante. Simples. Não consigo ver romantismo em deixar alguém congelando. Esta é minha lógica. Outro ponto de revolta: Rose e colar
Com um desse, você compra uma cidade.

A mulher passa a vida toda "escondendo" um colar de valor altíssimo para no final JOGAR ele no mar? E ainda fazer um "Ops-foi-sem-querer-querendo". Ah, pelo amor de deus viu. Não curto essas coisas e não me emociono. Sinceramente? Peixe Grande e suas histórias maravilhosas me faz chorar, mas Titanic não.

tão lindo e muito mais sincero que Titanic.

>Gostou ? Aproveite e me siga no Twitter :)

2 Comentaram aqui!:

Gleiton Galdino disse...

Opa,desculpa mais a Rose não estava "boiando" em uma porta,primeiro vc procure saber o que rola e depois critica,pagou mico,bjuuu :)

Leticce disse...

Quem paga mico é analfabeto funcional na internet. Aquele abraço.