sábado, 23 de novembro de 2013

Aumento sua nota no aplicativo Lulu. Pergunte-me como.

Definindo o app~~

 E ai que essa semana foi lançado oficialmente em terras brasilis o aplicativo Lulu.

Nossa Leticce você vai falar sobre um aplicativo?

Vou.

Conheci o Lulu a uns bons meses atrás, li sobre o mesmo em um desses sites de lançamentos~~tendências~~e nerdices de internê. Avaliei, analisei, instalei para futricar, deletei e menosprezei. Sim, menosprezei. Por qual razão eu voltaria a ter 11 anos de maturidade avaliando os amigos, paixonite - sim, no singular- e demais seres que estivessem na minha linda de seleta lista de amigos? Nenhuma né.
Tá "Serto"
"Ai Leticce para se ser chata, é só uma brincadeira"

Sim, é. mas se por acaso amiguinha, assim por puro acaso, lançarem a versão desse aplicativo para os homens avaliarem as mulheres? E ai começam a pipocar classificações como #maisrodadaqueaviadutra, #gordaqueseachamagra, #malcomida, etc. E ai, seria legal? Não, não é legal para ninguém, homem ou mulher, bem ou mal resolvido.

Li em alguma das matérias que pipocaram sobre o app que um dos objetivos dele é ajudar as~moliéres~ a conhecer melhor os caras e não entrar em frias. Omg, somos todos feitos de porcelana e cristal agora! Tudo no mundo é feito para nos proteger. "Não vou conversar com o cara porque ele tem nota 4 no aplicativo, dada por completas estranhas a fim de ajudar outras amiguinhas estranhas"

'Cês tão percebendo o tamanho da incoerência da coisa?

Vou criar um cenário imaginário, mas bem passível de existir, para justificar a falta de credibilidade da coisa. Vem coméeeego:
Paula avaliou negativanente Pedro, seu ex. 
Na época em que se pegaram, ambos eram jhóvens, loucos e imaturos. Pedro acabou trocando Paula por uma menina que conheceu na balada. Paula ficou puta. Ambos seguiram suas vidas somente mantendo o "contato social virtual" - aquela coisa de só manter adicionado nas redes sociais sem muito amor e interação...Números, apenas números. Pedro hoje é um cara muito sério, cresceu e amadureceu, acredita no amor, na fidelidade e em finais felizes. Paula não sabe disso. Para Paula, Pedro sempre será o cara que a trocou pela mina doa balada. Paula ainda grita aos quatro cantos sobre o cara ser assim. As pessoas mudam, mas Paula não liga para isso.

As pessoas mudam com o tempo, com o meio social que estão inseridas, enfim...Com a vida não é amiguinhos? Estava indo pegar o trem para ir para casa na sexta, no pseudo horário de pico, cercada de calor humano e a suuuuuper mobilidade fisica características do momento, quando dois caras na minha frente conversavam PREOCUPADOS com as notas e avaliações no aplicativo.

Caras: NÃO. PRFVR NÃO.
Se em dois dias de app a preocupação é tamanha, eu ensino como tirar o seu perfil do Lulu e não ser mais avaliado por ninguém. É simples: clica aqui e seja feliz.

Então tira a mão desse phone!
Fecho este texto com uma dica não só para os caras, mas vocês também menines: não deixem a vida de vocês serem guiadas por números estúpidos e aplicativos tchongos. Talvez o "nota dois" para um, seja o "felizes para sempre" para outro :) 

>Curtiu? Comente, me siga no Twitter e compartilhe este post! :)


3 comentários:

Adamo Alighieri disse...

<3

Leroi disse...

Leticce, isto é só mais uma das coisas para nos prender no mundo virtual, vender propaganda e alimentar a insegurança.

Pra quê ir lá e conhecer de fato um homem quando se pode acreditar em avaliações feitas por pessoas com gostos e realidades completamente diferentes da sua, não é mesmo? SQN!

Pra te falar bem a verdade, esse negócio de todo mundo ficar sempre online (e offline para todo o resto) já tá enchendo o saco.

Um forte abraço!

http://leroicotidiano.blogspot.com.br/

jaspion disse...

você é foda! sério! ahuiahuiahiua