sexta-feira, 26 de junho de 2009

Música de meu coração

Primeira fase: lápis e estudo de pose.

Uma coisa é fato: sem música eu já teria pirado faz tempo com as coisas que acontecem todos os dias. O cara que um dia pensou "Ei! vou fazer uma radio,colocar musicas e besteiras para as pessoas ouvirem" tem toda a minha adoração e respeito. Nada é tão "terapêutico" quanto horas da sua banda favorita tocando especialmente para...VOCÊ.

Ou então aqueles impagáveis programas humorísticos, que por ser no radio faz da sua imaginação o limite para as mais surreais cenas. Eu gosto de escutar radio, por um motivo que re-descobri recentemente: o friozinho na barriga. Eu explico:

Antigamente - leia-se antigamente como antes da popularização do MP3 player- quando você queria escutar uma música e não tinha o CD da banda, tinha que torcer pra ela tocar no radio...e quando tocava vinha o friozinho na barriga. Era a sua música tocando, um evento raro, uma aurora boreal auditiva. Era mágico.
Então o mundo mudou e você tive acesso a internet, aos mp3 e ao conforto de ter a sua música quando e quantas vezes queria. E todos vivemos felizes e confortáveis para sempre. Neste momento extinguiu-se o Friozinho.

É, eu adoro musica e friozinho na barriga.

Sobre as ilustrações deste post: resultado do fim de semana "off-line", onde meu desafio pessoal era desenhar e pintar a moda antiga: sem computador, sem Ctrl Z, só grafite, lapis de cor e nesse caso tinta acrilica também. Tem muito mais de onde esse veio, logo posto eles.
Fase final: lápis de cor, acrílica e nankim .A cor está estranha, mas é a foto...juro. Deu pra perceber que o tema da arte é Música não?

4 comentários:

Urban disse...

Nossa, lettice. Eu realmente to pasmo com a tua criatividade e talento. E não devia. XD

Leticia (aka Leticce ) disse...

Ah que fofo!

Muito obrigada :)

Jeronimo disse...

Estava navegando por aqui sem bússola, só me deixando levar, e me deparei com esse lindo post.

Engraçado que o sentimento que ficou após a leitura foi justamente esse "friozinho bom" pois o seu texto soou como uma música muito especial que eu não ouvia a muito tempo (sim, eu sou do tempo pré-mp3 e me identifiquei muito!). Parabéns pela sensibilidade!

Ah, só mais uma coisa: adorei isso de "aurora boreal auditiva"!!

Leticce disse...

Puxa, Obrigada!