sexta-feira, 21 de maio de 2010

Momento Nerd: Blue Mars


Movida pela curiosidade e também pela nerdisse marketeira, decidi testar o Blue Mars para ver qual era deste mundo virtual recém saido da versão beta - e obviamente quais as oportunidades ( $ ) que nele poderiam surgir.
Como também jogo Second Life a 4 mil anos , foi inevitável comparações entre os dois, tendo em vista que ambos se classificam na mesma categoria de "sociedade virtual"ou "experiência social em 3D".

Registrando:
O registro para ser um novo usuário é bastante simples- data de nascimento, e-mail - levando você em seguida a escolher sua ID e a baixar o instalador. O nome do seu avatar pode ser trocado quantas vezes você quiser, um ponto positivo se comparado ao Second Life, onde a sua ID é igual ao seu nome de avatar...E não há remota chance de trocar seu nome sem criar um novo usuário e perder todos os seus itens.

Login e Home:
Feito com seu e-mail e senha. A home mostra todos os mundos disponíveis , mas se esta for a sua primeira vez, você somente poderá visitar dois lugares ( dos 18 disponíveis até o momento) - as famosas areas para newbies. Isso por que todas as outras regiões necessitam ser baixadas para seu HD!.Isso mesmo, para cada lugar novo que você deseja conhecer, é necessário um download. Um fator meio decepcionante se comparado ao SL e suas 200 milhões de mundos diferentes- e nenhum download extra é necessário.

Construindo seu avatar:
Novamente sendo sua primeira vez no Blue Mars, após escolher onde visitar, você automaticamente irá para a tela para montar o avatar: um pequeno show de horror para quem gosta de personalizar e ter um visual exclusivo. Não é possível mudar seu shape de corpo, somente o rosto apresenta opções- que são pré-determinadas, aleatórias e monstruosas .

Visual gráfico:
Após se contentar com um avatar meia-boca, você irá explorar algum mundo que lhe apeteça (lembrando você deve fazer o download para sua maquina). No caso optei pela "turkish beach" pois era um das mais leves e rápidas para carregar. Bom, não vou negar que os gráficos apresentam uma qualidade excelente, mas não compensa pelo lag violento e a falta de 'coisas' para se fazer( uma placa nvidia 8800 no mínimo para começar a ser feliz e não sofrer com o lag resolve o caso, segundo eu li). Se você achava que o Second Life era O inferno em lags, teste sua paciência com Blue Mars.
Eu inicialmente testei o ambiente com as configurações máximas e depois optei pelas configurações mínimas: não senti uma diferença gritante no quesito lag, mas na parte visual a qualidade baixou...um pouquinho.

Andando e conversando:
Para fazer seu avatar andar é outro esforço nada intuitivo, e os controles de câmera parecem não ajudar na tarefa. Setas direcionais, cliques com mouse...você nunca sabe o que usar e onde, pois a cada mundo um comportamento diferente é necessário.
Conversar e encontrar alguém é uma coisa também bem rara de se fazer, fora nas terras de newbies. Talvez por conta do baixo numero de usuários combinado com a péssima jogatibilidade.
Quer jogar golf? baixe.
Criar, desenvolver e compartilhar
A pior surpresa para quem vive nessa geração onde e fácil criar e expor suas idéias: em Blue Mars não é possível criar nada por conta própria sem a autorização e aprovação dos 'donos do mundo'. Diferente do Second Life, onde as ferramentas para a criação estão na mão de qualquer um, neste mundo somente após a pré-autorização você receberá as ferramentas de desenvolvedor e pior- somente após aprovação suas criações poderão dar o ar da graça. Um caminho muito longo, desanimador e 'burocrático' demais.

Vamos ao que interessa:
Lembram no inicio do post que eu havia sido movida pelo interesse nerd marketeiro? Bom minhas impressões sob esse aspecto não são animadoras (ainda). A necessidade de uma maquina mais potente, aliado ao longo caminho que publico final e criadores tem que percorrer para mostrar ou chegar a algo é simplesmente irritante. Para Blue Mars se tornar uma opção interessante como ferramenta de marketing, será preciso uma grande seqüencia de melhorias e até elas acontecerem, talvez apareça outra coisa mais interessante.

Ou talvez se o Justin Bieber fazer um show virtual em um mundo dentro de Blue Mars, isso vire uma febre. Vai saber.

2 comentários:

Anônimo disse...

Otimo review Letice, bem esclarecedor, mas pelo jeito vc é mto viciada em SL e tem uma visão parcial demais (algum namoradinho no SL talvez??) hahahahha

Lembre-se que o SL tem mais de 15 anos de existência (geração passada) e embora todas suas considerações estejam corretas, o Bluemars é só um bebe, mas um bebe bonito...heheheh onde teremos a chance de participar do crescimento, eu como desenvolvedor adorei a idéia e estou aguardando aprovação pra fazer parte do staff.

Parabens pelo seu artigo, adoraria que continuasse a comentar sobre o bluemars...

tudo de bom.

Hudson Wolf

Leticia (aka Leticce ) disse...

Ah valeu pelo seu comentário :)
É só com ele que dá para saber que as pessoas se interessam pelo assunto.

Admito que adoro o SL, justamente pela facilidade de criar e expor idéias. Mas vamos ver onde o BM chegará, tendo em vista outros grandes e 'tradicionais' mundos virtuais fechando as portas e declarando falência.
Acredito que na 'vida virtual' a tendência é a costumização e exclusividade de si, coisa que o BM ainda deixa a desejar com sua burocracia.

Tentarei postar mais sobre Blue mars.

:)